O que é Marketing Empresarial?

No marketing empresarial (também conhecido como marketing B2B ou industrial), os produtos e serviços são vendidos para outras empresas, e não para o público em geral. Os produtos podem ser tão familiares quanto suprimentos de escritório e café, ou tão complexos quanto sistemas de computador e aeronaves. As empresas usam esses produtos e serviços como componentes de seus próprios produtos para venda, para apoiar suas operações ou para revender. Os principais intervenientes na área incluem fabricantes, atacadistas, varejistas, fazendas, empresas de construção, indústrias de serviços, o governo e organizações sem fins lucrativos.

O mercado se negócios empresariais é maior do que o mercado consumidor, já que uma única demanda no mundo do consumidor cria um efeito cascata dentro da cadeia de suprimentos. Alguns dos maiores gastos são gastos em feiras e eventos, Internet e mídia eletrônica, publicidade em revistas, relações públicas, mala direta e telemarketing.

Os quatro P’s tradicionais de marketing – Produto, Preço, Promoção e Praça – são usados ​​no marketing empresarial, mas o setor difere do marketing de consumo de várias maneiras importantes. As vendas B2B geralmente envolvem um número maior de tomadores de decisão em cada compra, mas há um índice significativamente maior de valor em dólar por compra. Em outras palavras, cada venda é mais complexa, mas muitas vezes significativamente mais valiosa. Muito do marketing empresarial depende de relacionamentos bem estabelecidos, e alguns profissionais de marketing argumentam que as decisões de compra são motivadas mais por considerações racionais do que fatores emocionais, como no mercado de consumo.

Educação. Poucos programas de graduação são especializados em marketing empresarial, mas muitos cobrem isso como parte de seu currículo geral de marketing. Os estudantes interessados ​​em marketing empresarial devem se esforçar para adquirir amplo conhecimento de princípios e estratégias de marketing, além de habilidades em contabilidade, comunicação interpessoal e apresentações orais e escritas. Como o marketing empresarial é um campo complexo, uma ampla base de cursos pode ser mais útil do que um foco restrito, especialmente nos estágios iniciais da educação.

Assim como outros profissionais de marketing, os profissionais de marketing de empresas usam o business intelligence para avaliar, identificar e desenvolver estratégias de marketing, dar vida aos planos de marketing e analisar o desempenho do mercado. O comerciante de negócios ideal é enérgico, criativo, organizado e genuinamente interessado nas pessoas que compram os produtos e serviços de sua empresa.

Começar e crescer um negócio internacional

Explore como a expansão internacional crítica se tornou para o crescimento de empresas em estágio inicial e elas podem superar os obstáculos comuns encontrados ao expandir no exterior.

A economia em casa já viu melhores dias e notícias. No entanto, há alguma esperança para as empresas britânicas que procuram oportunidades de crescimento. Em muitos países em desenvolvimento, a ascensão da classe média significa que, cada vez mais, as oportunidades de crescimento estão no exterior, não em casa. Isso não significa que as empresas devam ignorar os mercados domésticos – em vez disso, a importância de criar um negócio que esteja acessando os mercados internacionais desde o primeiro dia é um fator muito mais crítico para o crescimento no longo prazo.

Isso não significa que a expansão internacional seja fácil, na verdade, existem muitos obstáculos comuns enfrentados por empreendedores e donos de empresas que tentam se globalizar, neste artigo vamos explorar os obstáculos mais comuns e como você pode superá-los.

Movendo capital internacional: Ao administrar um negócio internacional, o envio ou recebimento eficiente de capital é essencial para o sucesso financeiro. No entanto, as maquinações complexas das finanças globais tornam essa tarefa desafiadora. Toda vez que você paga um membro da equipe remota ou um fornecedor, seu capital é forçado a passar pelo sistema financeiro global.

Dependendo de qual banco ou empresa financeira você usa, as taxas de conversão de moeda e as taxas de transação podem ter um corte desnecessariamente grande de cada transação. Se você opera em um campo conhecido por pequenas margens de lucro , altas taxas de transferência e grandes spreads entre as taxas interbancárias e as utilizadas pelo seu banco podem frear seus planos de crescimento no exterior.

Felizmente, uma nova geração de empresas de transferência de dinheiro está interrompendo o mercado com taxas mais baixas e melhor atendimento ao cliente.

Tudo dito, cada empresa de pagamento tem suas próprias vantagens e desvantagens, que variam de acordo com sua situação de negócios (ou seja, uma plataforma como Payoneer é mais adequada para os comerciantes que excedam 15.000 mensais em transações). Certifique-se de fazer sua pesquisa e encontrar a plataforma de transferência de dinheiro certa para o seu negócio e situação.

Roberto Santiago, o cérebro por trás do Shopping Manaíra

Embora as compras não sejam novidade na história humana, as maneiras pelas quais tendemos a fazer compras no mundo moderno mudaram um pouco de quantas no passado se envolveram na atividade. O advento dos shoppings centers nos anos 50 inaugurou uma nova era de comércio que mudou não apenas as maneiras pelas quais os clientes adquiriam produtos e serviços, mas também a maneira pela qual as comunidades se reuniam. A criação do Manaíra Shopping por Roberto Santiago não é uma exceção a essa observação. Com foco na comunidade e nos clientes, ao mesmo tempo em que procura impulsionar as perspectivas econômicas de todos os envolvidos com o empreendimento, o shopping é um excelente exemplo de como o comércio moderno é conduzido e como ele pode ser benéfico para o bem maior. Esse foco ajudou a melhorar as perspectivas econômicas de muitos na área, mas um grupo de pessoas que realmente conseguiu tirar proveito do sucesso do shopping center são os muitos comerciantes que usam a estrutura como um lar para seus negócios.

Um pouco sobre Roberto Santiago

O renomado empresário brasileiro Roberto Santiago nasceu em João Pessoa, onde viveu toda a sua vida. Roberto Santiago foi para o Colégio Pio-X-Marista antes de ingressar no Centro Universitário de João Pessoa para cursar administração. A primeira carreira de Roberto foi com o Café Santa Rosa, uma empresa de fabricação sediada no Brasil. Roberto não ficou satisfeito em trabalhar com outras pessoas, o que o levou a iniciar sua própria empresa, conhecida como Cartonagem. A empresa especializada em fazer caixas usando cartões. Roberto Santiago ainda não estava satisfeito com o novo desafio e foi em frente para tentar investir em imóveis. Ele comprou um pedaço de terra em 1987, onde construiu o Manaíra Mall. Depois de dois anos, Roberto Santiago lançou o shopping Manaíra plataforma de jogos de habitação, um teatro, ginásio, bancos, uma faculdade, várias lojas de compras e uma praça de alimentação.

Com o centro comercial sendo amplamente conhecido por seu tamanho e aderência à qualidade, as empresas do complexo desfrutam do benefício de um grande afluxo de clientes diariamente. Na verdade, o shopping vê cerca de 20 milhões de visitantes por ano, o que, é claro, oferece amplas oportunidades para os proprietários de empresas locais venderem seus produtos. Com a capacidade de atingir um grupo mais amplo de compradores, os proprietários podem vender mais mercadorias e uma variedade maior de mercadorias, o que, por sua vez, lhes permite aumentar os lucros. Esse aumento nos lucros, em última instância, beneficia não apenas o empreendedor que opera um negócio bem-sucedido, mas também a comunidade em que reside, pois será capaz de fornecer estímulo econômico na forma de empregos e compras próprias. Em última análise, mesmo quando a decisão de um complexo de compras é guiada por um objetivo de aumentar o comércio e mover a economia local.

O Domus Hall, o famoso salão brasileiro, fica no terraço do shopping Manaíra. O Domus Hall é espaçoso o suficiente e já foi anfitrião de vários casamentos, exposições, conferências e cerimônias de formatura. O salão tem capacidade para mais de quatro mil assentos e possui espaço suficiente para acomodar outros dez mil espectadores em pé.

Como gerar receita online

Os consultores de SEO precisam conhecer vários métodos para otimizar o conteúdo do site, incluindo a possibilidade de fazer uma pesquisa de palavras-chave para determinar quais palavras seriam ótimas para usar em títulos, manchetes, descrições, artigos ou qualquer outro texto que aparece em seu site.

Mídia Social: Essa função é orientar os clientes sobre como aumentar o número de usuários que visitam seus canais de mídia social e como envolvê-los mais com o conteúdo. Por exemplo, o cliente pode precisar de ajuda para atrair mais atenção para suas campanhas de mídia social ou aumentar o número de compartilhamentos e comentários em suas postagens.

Email Marketing: Neste trabalho, os consultores ajudam os clientes a avaliar sua comunicação por e-mail e marketing e melhorá-lo gerando economia. Eles também podem estar envolvidos na criação e configuração de campanhas de email. Em termos práticos, pode significar aconselhar o cliente sobre quais palavras devem ser usadas para aumentar a taxa de resposta, e palavras que devem ser evitadas para que boletins informativos por e-mail e e-mail não sejam percebidos como spam. Você também pode dar conselhos sobre como escrever uma linha de assunto eficaz e estruturar o e-mail da maneira correta.

Publicidade: Este tipo de consultoria é sobre lançar novas idéias para campanhas publicitárias para clientes potenciais ou existentes. Também envolve ajudar na criação de campanhas publicitárias eficazes. Outras tarefas nesta área podem incluir o fornecimento de recomendações para as empresas sobre como lidar com vários públicos. Por exemplo, a melhor abordagem para chamar a atenção de compradores inovadores para cestas de presente no exterior e curiosos pode ser significativamente diferente da abordagem que você usaria para chamar a atenção de um usuário comum.

Negócios: O principal objetivo de um consultor de negócios é aconselhar um cliente sobre como tornar seu negócio mais lucrativo. Eles precisam avaliar os negócios de seus clientes, o ambiente em que operam os negócios, sua posição atual no mercado e os principais concorrentes e, em seguida, encontrar oportunidades que possam ajudar o cliente a ganhar mais dinheiro.

Finanças Pessoais: Este papel se concentra em ajudar as pessoas a gerenciar suas finanças. Em termos práticos, os consultores de finanças pessoais auxiliam seus clientes na escolha e escolha dos investimentos corretos, seguros e outras opções financeiras. Eles também fazem planejamento de aposentadoria, financiamento de faculdade, planejamento imobiliário e análise geral de investimentos.

Coberturas de prédios têm potencial atrativo em SP

A cidade de São Paulo está entre as mais populosas do mundo, é normal que existam pessoas com diferentes gostos e também é recorrente que as construções que comportam várias pessoas não tenham um visual tão bonito quando vistas do alto.

É claro que poucas pessoas têm a oportunidade ou a frequência de verem a cidade de cima, mas além do visual está também o aproveitamento das lajes para deixar um ambiente mais aconchegante além de proporcionar uma vista panorâmica do local.

Em uma cidade onde o espaço por metro quadrado é disputado pelas construtoras e o valor consequentemente é alto, muitas lajes não estão sendo aproveitadas, mas isso aos poucos está mudando, um exemplo é o espaço que foi modificado pelo Sindicato dos Profissionais em Educação no Ensino Municipal (Sinpeem). No topo do teatro, o lugar teve o trabalho de jardinagem e bancos para a comodidade das pessoas nesse espaço de convivência. No momento do intervalo dos cursos que são oferecidos, os professores aproveitam a vista para ficarem ali.

E não é só de beleza que vive a laje não, o material dos bancos é preparado para suportar as intempéries que possam acontecer. A composição de fibra de vidro dos vasos são úteis para aliviar a carga da laje. Do lado do teatro do sindicato onde fica a sede, a laje também terá uma reforma para deixar ainda mais charmosa a cobertura.

É compreensível que aos poucos coberturas se tornem mais atraentes e se transformem em um espaço para ser aproveitado. A capital de São Paulo precisa promover mais lugares onde o bem-estar pode ser propiciado.

Uma das boas notícias é que fotos e até mesmo mais cartões-postais podem ser tirados das vistas panorâmicas da cidade. O tempo também pode ser economizado quando se pensa nas possíveis distâncias para ir até um parque. O conforto é um fator que traz maior qualidade de vida para os frequentadores do prédio.

Quando o prédio é um arranha-céu então o interesse para subir até o terraço se torna ainda maior, onde poderão ser realizadas festas e comemorações com um olhar mais abrangente da cidade e uma experiência agradável.

Filmes de ação em 2019 darão mais destaque a personagens mulheres

Nesse ano de 2019 várias serão as notícias de cinema com filmes que terão mulheres em papéis importantes. No evento CCXP, frequentado por fãs de histórias em quadrinhos em São Paulo, algumas atrizes vieram dar o ar da graça.

No fim do ano passado, o evento matou um pouco da curiosidade de vários fãs de histórias em quadrinhos que estavam sedentos por novidades no cinema. Teve partes inéditas que foram exibidas depois de mantidas como um segredo guardado a sete chaves.

Várias são as personagens de destaque que irão abrilhantar as telas de cinema neste ano. Brie Larson, ganhadora do Oscar em 2015 com o “Quarto de Jack” fará a Capitã Marvel. A sua personagem é uma das mais fortes das histórias da Marvel. Em sua jornada, a mulher que recebe poderes cósmicos terá que enfrentar o mal interplanetário. A estreia de Capitã Marvel está prevista para março, depois em abril, a heroína fará parte do quarto filme dos Vingadores.

No quarto filme, os heróis contarão bastante com o poder da capitã para enfrentar Thanos que desintegrou metade da população.

Jessica Chastain estará nas telas dos cinemas também, indicada duas vezes ao Oscar por filmes dramáticos, no filme “X-Men: Fênix Negra” ela interpreta a vilã Smith, uma alienígena. Presente no evento em São Paulo, a atriz se surpreendeu com a animação dos fãs e com os gritos do público.

No evento também esteve a famosa Sophie Turner, conhecida pela série “Game of Thrones”, onde interpreta Sansa Stark. A atriz também já esteve como Jean Grey em “X-Men: Apocalipse” (2016).

A atriz comentou a maior participação das mulheres com papéis importantes nos filmes como esses, e percebeu que o mercado não quer deixar de lado uma fatia importante e por isso estão representando cada vez mais as mulheres.

Esse ano de 2019 promete colocar em ênfase personagens femininas como Mística (Jennifer Lawrence), Hester Shaw (Hera Himar) em Máquinas Mortais” e Rey (Daisy Ridley) da trilogia “Star Wars”.

Caso a aposta com a Capitã Marvel traga bons resultados, para 2020 já está planejado um duelo de gigantes que trará a Mulher-Maravilha nessa disputa.

Seleção de conteúdo para jovens e crianças deve ser feita por responsável

Buscar na internet vídeos interessantes que estão voltados para toda a família, pode se tornar uma tarefa árdua, primeiro porque às vezes é necessário assistir ao conteúdo para ter certeza de que ele não vai gerar nenhum constrangimento numa reunião de família, e segundo que antes disso será necessário verificar quais os títulos que estarão disponíveis.

Hoje em dia são várias as plataformas para vídeos, as mais famosas são o YouTube e a Netflix. Nem sempre o que vai ser transmitido é de classificação livre. Para os pais, esse é um assunto que precisa ser tratado com cuidado, pois a enxurrada de conteúdo e notícias na internet nem sempre tem as melhores opções para serem vistas por crianças e adolescentes.

Um dos canais que é bem recomendado para quem deseja passar um tempo em família assistindo vídeos é o Manual do Mundo, o público desse canal pode ser tanto para especialistas na área de ciências ou para pessoas fora da área como pais e filhos.

O Manual do Mundo foi criado em 2008 pelo jornalista Iberê Thenório, 36, e a terapeuta ocupacional Mariana Fulfaro, 34. O assunto abordado é sempre o conhecimento educativo que já alcançou mais de 1,7 bilhão de visualizações. São vários os temas, desde tutoriais, construção de um motor eletromagnético até truques de mágica. Toda a linguagem é feita de uma maneira mais leve que pode ser entendida por pessoas fora da área.

Problemas autorais não são problemas para o canal que aborda um conteúdo voltado às ciências, quando se recebe algum patrocínio existe a preocupação de conscientizar o público.

De acordo com um estudo realizado pela TIC Kids Online Brasil, elaborado entre novembro de 2016 e junho do ano passado. Estima-se que no Brasil, 64% das crianças e adolescentes da faixa etária de 9 a 17 anos assistem a programas, filmes, vídeos e séries na internet. 27% assistem mais de uma vez por dia e 16% todos os dias.

Sobre o controle dos pais, 10% não permitem que os filhos assistam a filmes online, 16% apenas deixam quando alguém está acompanhando. 24% não orientam os filhos a usarem a internet com segurança e 29% não comentam sobre o que foi acessado.

Guilherme Paulus o empresário do Turismo que busca dominar a hotelaria

Que o Brasil possui um enorme potencial turístico que não é devidamente aproveitado não é novidade nenhuma. Porém, há alguns empreendedores que acreditam na expansão do turismo brasileiro e investem pesado no setor. Um dos nomes mais importantes entre eles é o de Guilherme Paulus, fundador da CVC viagens que atualmente está buscando se estabelecer como um dos líderes no setor de hotelaria no Brasil.

Guilherme Paulus começou sua carreira com 22 anos, quando fundou a CVC. Inicialmente, a empresa atendia filiações de empregados na cidade de Santo André. Sob administração de Paulus, a pequena empresa do grande ABC tornou-se a maior operadora de viagens da América latina e a terceira maior do mundo. Nos anos recentes, mais de 4 milhões de pessoas fizeram viagens com a CVC, valores que tem tendência em aumentar com a recuperação da economia. Em 2015, Guilherme Paulus vendeu o controle de sua empresa para o fundo americano Carlyle pelo valor de 1 bilhão de reais. Esse feito garantiu a Paulus entrada na lista dos bilionários da revista FORBES Brasil. Entretanto, Paulus afirma que não tinha intenção de vender a agência. “Cada hora surgia um problema, como a alta do dólar, por exemplo. Nesse ínterim, apareceu um e-mail da Carlyle interessada em comprar a empresa. Comentei com meu diretor financeiro, que falou se tratar do terceiro maior fundo de private equity do mundo”, lembra.

Agora Guilherme Paulus busca se estabelecer como líder de outro setor: o de Hotelaria. Mesmo com o surgimento de aplicativos como Airbnb, onde é possível alugar vagas, quartos e até casas, Paulus não se mostra preocupado. Segundo empresário, o brasileiro tem o hábito de viajar e continuar passeando mesmo durante a crise. Segundo ele, o alto preço do dólar pode tornar destinos como Bariloche pouco atraentes, mas faz com que as atenções se voltem para outros como Gramado. Para conseguir seu objetivo, Guilherme Paulus fundou o GJP Hotels & Resorts, do qual é o único dono atualmente. O rede de hotéis administra mais de 10 hotéis em diversas cidades, como São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Recife, Porto de Galinhas, Aracaju, Foz do Iguaçu entre outras. O grupo possui ainda 3 bandeiras: Wish (5 estrelas), Prodigy (4 estrelas) e Linx (3 estrelas). Estão ainda no plano do empresário a construção de mais de uma dezena de novos hotéis padrão 3 estrelas. Os planos haviam sido congelados em 2016 por conta da crise econômica.

Para conseguir se manter à frente do grupo GJP Hotels & Resorts e ainda trabalhar no conselho administrativo da CVC, da qual ainda mantém 25% em ações, encara a rotina com muita disposição. “Está no meu DNA. Não consigo ficar na cama nem no inverno. Gosto de acordar cedo, por volta das 6h30, para ver todos os hotéis, visitar obras, acompanhar a evolução, tomar decisões”, afirmou, em entrevista a FORBES Brasil. E não tem pretensão de parar de trabalhar tão cedo. “A minha vida de hoje continua com a mesma intensidade de trabalho e lutas que a do meu começo de CVC, aos 22 anos. Isso me dá prazer, me ativa. Semana passada, estava em Foz do Iguaçu, antes em Porto Alegre, depois Aracaju e por aí vai. Eu rodo bastante.” E finaliza: “Dinheiro é bom e te dá conforto, mas não compra felicidade”, ensina o empresário.

 

Leia também: https://pme.estadao.com.br/noticias/noticias,guilherme-paulus–da-cvc-empreender-e-como-estar-dentro-de-um-jogo-de-videogame,1544,0.htm

Etapas para desenvolver uma solução inovadora para um problema

No mercado atual, a prática da inovação não é apenas criar novos produtos. Trata-se de descobrir mercados completamente novos que atendem a necessidades de clientes desconhecidas e, portanto, inexploradas. E na era do comércio pela Internet, o ato de inovação na economia se torna um desafio ainda maior, inundado por um mar de novas ideias. Portanto, o impulso para selecionar e executar as ideias certas e trazê-las ao mercado antes de seus concorrentes assume uma urgência que até então era desconhecida, mas certamente aumentará na rapidez de sua escala nos próximos anos.

Como resultado, as forças motrizes por trás da inovação – anteriormente tecnologia e controle de qualidade e custo – mudaram de questões de eficiência e agora estão unicamente focadas na criatividade e crescimento da organização em direção a um futuro estado de competitividade.

Um exemplo perfeito pode ser visto no processo de pagamento móvel via smartphone. O pagamento móvel forneceu o máximo em conveniência para os compradores, evitando que eles tenham que carregar cartões de crédito e outros meios de pagamento. Embora ainda não tenha se tornado a norma para muitas empresas, a proliferação de pagamento móvel entre as startups é uma evidência do desejo de atingir os consumidores por meio de conveniência e facilidade de uso.

Independentemente do tamanho e do escopo de sua organização, as empresas centradas no cliente que desejam inovar para o consumidor moderno podem considerar a seguinte abordagem:

Descobrir o problema que você está tentando resolver. Como em qualquer primeiro passo, este é crucial. Certifique-se de que está tentando resolver o problema certo e não tente consertar algo que não seja uma prioridade aos olhos do consumidor. Faça isso fazendo as perguntas certas e observando, seja em grupos de foco ou avaliando empresas, produtos e clientes competitivos. Fazer perguntas simples como “o que a empresa XYZ faz melhor que nós?” ou “o que está faltando em nosso produto ou serviço que tornaria melhor?” pode percorrer um longo caminho para definir sua direção neste estágio.

Analise o problema. Nesse estágio, você quer transformar o problema de cabeça para baixo e de dentro para fora, extraindo todas as variáveis ​​e valores que o causam (e remedia-o).

Guilherme Paulus, dono da CVC revela o segredo do sucesso

Muitas pessoas não conhecem Guilherme Paulus, mas certamente já foram clientes ou pelo menos ouviram falar na agência de viagens dele. O empresário é dono e idealizador da maior empresa do ramo em toda a América Latina, a CVC.

Anualmente, a agência de viagens transporta mais de 2,5 milhões de pessoas, para mais de 100 destinos. Esses clientes adquirirem os seus pacotes nas mais de 700 lojas físicas existentes em todo o país ou pelo site da organização.

Para poder atender a todos com maestria, a CVC conta com mais de 8 mil colaboradores credenciados, mas nem sempre foi assim. Para chegar ao que é hoje, Guilherme Paulus precisou ser muito persistente, organizado e trabalhar muito.

Afinal, tudo começou com um pequeno escritório em Santo André, cidade paulista, que era dividido por Paulus e um sócio. Na época, com apenas 23 anos, Guilherme estava encantado com o setor de turismo. Essa paixão surgiu quando ele trabalhou na área.

A abertura da pequena agência de viagens, que fazia apenas percursos terrestres, foi o início de um grande sonho e de uma carreira de sucesso.

Embora tenha começado ao lado de um sócio, a parceria foi desfeita dois anos depois e Guilherme Paulus seguiu sozinho. O jovem empreendedor atendia aos empresários e colaboradores das indústrias instaladas no ABC paulista.

Embora o pequeno negócio estivesse se mantendo, Guilherme Paulus queria mais. O crescimento da CVC não foi fácil e começou com a oferta de viagens com hospedagem em hotéis maiores. Nesse período, além da dificuldade enfrentada por Paulus para reservar os quartos, ele também quase não conseguia realizar o pagamento antecipado dos hotéis.

Com persistência e planejamento, venceu mais essa etapa e cresceu, a ponto de poder fretar um voo para levar clientes ao exterior.

O investimento em estrutura foi essencial, mas não foi o único feito pelo empresário. Ele também observou seus clientes e possíveis consumidores. Notou que, pagar tudo à vista, dificultava a aquisição dos serviços de sua agência de viagens por parte da população.

Como precisava arrumar uma solução para atender a esse público, Guilherme Paulus decidiu vender pacotes parcelados. A ideia deu tão certo que até hoje, 40 anos após a CVC ser criada, essa facilidade é oferecida ao viajante.

Embora saiba que tem uma grande empresa nas mãos, Paulus revela que isso só é possível com muita dedicação, trabalho, uma pequena porção de criatividade e entendendo que o mercado é competitivo. Para vencer, é preciso estar atento aos concorrentes e aos consumidores. A ideia é facilitar a vida dos clientes e se destacar entre os concorrentes.

A tarefa nada fácil só pode ser cumprida por quem acredita no que oferece e está pronto para trabalhar muito, segundo ele. Paulus diz que é preciso estar sempre atento à concorrência, para saber como estão trabalhando e procurar ofertar algo melhor do que eles. Além disso, o empresário precisa estar pronto para lidar com imprevistos que, segundo ele, são constantes e inevitáveis. O empresário renomado compara isso a um jogo de videogame, onde nunca se sabe o que vem pela frente.