Guilherme Paulus o empresário do Turismo que busca dominar a hotelaria

Que o Brasil possui um enorme potencial turístico que não é devidamente aproveitado não é novidade nenhuma. Porém, há alguns empreendedores que acreditam na expansão do turismo brasileiro e investem pesado no setor. Um dos nomes mais importantes entre eles é o de Guilherme Paulus, fundador da CVC viagens que atualmente está buscando se estabelecer como um dos líderes no setor de hotelaria no Brasil.

Guilherme Paulus começou sua carreira com 22 anos, quando fundou a CVC. Inicialmente, a empresa atendia filiações de empregados na cidade de Santo André. Sob administração de Paulus, a pequena empresa do grande ABC tornou-se a maior operadora de viagens da América latina e a terceira maior do mundo. Nos anos recentes, mais de 4 milhões de pessoas fizeram viagens com a CVC, valores que tem tendência em aumentar com a recuperação da economia. Em 2015, Guilherme Paulus vendeu o controle de sua empresa para o fundo americano Carlyle pelo valor de 1 bilhão de reais. Esse feito garantiu a Paulus entrada na lista dos bilionários da revista FORBES Brasil. Entretanto, Paulus afirma que não tinha intenção de vender a agência. “Cada hora surgia um problema, como a alta do dólar, por exemplo. Nesse ínterim, apareceu um e-mail da Carlyle interessada em comprar a empresa. Comentei com meu diretor financeiro, que falou se tratar do terceiro maior fundo de private equity do mundo”, lembra.

Agora Guilherme Paulus busca se estabelecer como líder de outro setor: o de Hotelaria. Mesmo com o surgimento de aplicativos como Airbnb, onde é possível alugar vagas, quartos e até casas, Paulus não se mostra preocupado. Segundo empresário, o brasileiro tem o hábito de viajar e continuar passeando mesmo durante a crise. Segundo ele, o alto preço do dólar pode tornar destinos como Bariloche pouco atraentes, mas faz com que as atenções se voltem para outros como Gramado. Para conseguir seu objetivo, Guilherme Paulus fundou o GJP Hotels & Resorts, do qual é o único dono atualmente. O rede de hotéis administra mais de 10 hotéis em diversas cidades, como São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Recife, Porto de Galinhas, Aracaju, Foz do Iguaçu entre outras. O grupo possui ainda 3 bandeiras: Wish (5 estrelas), Prodigy (4 estrelas) e Linx (3 estrelas). Estão ainda no plano do empresário a construção de mais de uma dezena de novos hotéis padrão 3 estrelas. Os planos haviam sido congelados em 2016 por conta da crise econômica.

Para conseguir se manter à frente do grupo GJP Hotels & Resorts e ainda trabalhar no conselho administrativo da CVC, da qual ainda mantém 25% em ações, encara a rotina com muita disposição. “Está no meu DNA. Não consigo ficar na cama nem no inverno. Gosto de acordar cedo, por volta das 6h30, para ver todos os hotéis, visitar obras, acompanhar a evolução, tomar decisões”, afirmou, em entrevista a FORBES Brasil. E não tem pretensão de parar de trabalhar tão cedo. “A minha vida de hoje continua com a mesma intensidade de trabalho e lutas que a do meu começo de CVC, aos 22 anos. Isso me dá prazer, me ativa. Semana passada, estava em Foz do Iguaçu, antes em Porto Alegre, depois Aracaju e por aí vai. Eu rodo bastante.” E finaliza: “Dinheiro é bom e te dá conforto, mas não compra felicidade”, ensina o empresário.

 

Leia também: https://pme.estadao.com.br/noticias/noticias,guilherme-paulus–da-cvc-empreender-e-como-estar-dentro-de-um-jogo-de-videogame,1544,0.htm

Guilherme Paulus homenageia aniversário do Visite São Paulo com carta aberta

A celebração de 35 anos de existência da Fundação 25 de Janeiro motivou com que Guilherme Paulus escrevesse uma carta aberta acerca da organização. Segundo ele, o aniversário representa uma espécie de marco para a companhia, que possui os poderes de administração sobre as marcas São Paulo Convention & Visitor Bureau e Visite São Paulo.

Guilherme Paulus fez questão de salientar a importância que os associados exercem sobre o sucesso das ações de turismo que são desenvolvidas em São Paulo. Assim sendo, mencionou que um total de 40 segmentos é contemplado com a atração de novos visitantes.

Além disso, o empresário salientou que os associados são responsáveis pela geração de negócios, expansão da economia e levantamento de recursos que são empregados na organização de diversos tipos de eventos do segmento turístico, tanto de âmbito nacional quanto internacional. Dentre as atividades que movimentam o turismo na cidade de São Paulo, Guilherme Paulus citou as feiras e ações próprias de marketing de conteúdo.

A formação de uma rede de relacionamentos voltada para o aprimoramento do turismo local foi elencada pelo empresário quando da redação de sua carta. Isso, conforme destacou o empreendedor, tem contribuído para que tendências sejam antecipadas para o segmento. O uso da tecnologia, assim como a elaboração de calendários de eventos foram outros pontos salientados por ele.

A Fundação 25 de janeiro, de acordo com o conteúdo da publicação, foi parabenizada por Guilherme Paulus em razão de fomentar o turismo. O empresário enfatizou que a organização atuou em prol do segmento turístico de maneira ampla. Com isso, ele apontou que o setor teve mais valor agregado às suas ações, sobretudo nas áreas relacionadas à gastronomia, hospedagem, etc.

Quando completou 3 décadas em operação, um livro contando a trajetória da fundação foi lançado como forma de se comemorar a ocasião. Guilherme Paulus, por sua vez, fez menção a alguns trechos contidos na publicação da empresa.

Ele também sinalizou otimismo em relação ao andamento do país e do setor turístico de uma maneira geral, de forma que deixou isso claro ao finalizar a carta que publicou. O empreendedor concluiu desejando que outros 35 anos venham pela frente.

Atuando no meio turístico desde meados da década de 1970, o empresário que já foi proprietário da CVC Turismo começou a trabalhar no segmento de modo discreto. Anos depois, contudo, os negócios começaram a gerar alta rentabilidade e foram quase totalmente adquiridos por uma companhia estrangeira. A atuação do empreendedor na organização, entretanto, não parou por aí.

Ele ainda é um dos membros do Conselho de Administração existente na CVC. Outros segmentos também compõem o currículo do empresário. No setor aéreo, por exemplo, ele atuou ao adquirir uma pequena companhia aérea, que depois de alguns anos foi arrematada pela Gol.

Nos dias atuais o empreendedor emprega grande parte de suas atenções em sua rede de hotéis espalhados pelo país e em sua construtora, que também opera como incorporadora. Dessa maneira, procura relacionar seus negócios, já que a empresa de construção tem atuado em seus últimos empreendimentos.

Dentre as cidades contempladas com os hotéis do grupo GJP, que levam as iniciais do seu nome, São Paulo foi uma das últimas a receber uma de suas unidades. Na capital paulista, contudo, o empreendimento erguido é considerado de luxo, assim como alguns outros que o empresário já idealizou pelo Brasil.

Guilherme Paulus planeja construir novo hotel de luxo em São Paulo

Guilherme Paulus, empresário do setor hoteleiro brasileiro, planeja construir um novo hotel de alto padrão na capital de São Paulo. O objetivo do chairman da GJP Participações, grupo que reúne suas outras empresas do setor – a GJP Hotels & Resorts e a GJP Construtora e Incorporadora -, é construir o hotel de luxo na avenida Cidade Jardins, no bairro de Pinheiros, antigo endereço da agência de publicidade DPZ.

O imóvel contará com 65 apartamentos, além de um rooftop e um espaço para eventos corporativos, além de restaurantes. A ideia do investidor, embora não definitiva, é criar uma nova bandeira para o empreendimento, que seria aplicada também a hotéis construídos no Rio de Janeiro.

As empresas de Guilherme Paulus

Guilherme Jesus Paulus é o chairman da GJP Participações, companhia controladora de duas outras empresas do setor de hotelaria de turismo de alto padrão do Brasil, que levam as iniciais de seu criador nos nomes.

A primeira delas é a GJP Hotels & Resorts, que é responsável pela administração dos empreendimentos do grupo em todo o Brasil. Quando foi fundada por Paulus, em 2005, contava com apenas uma unidade, aumentando expressivamente sua participação no setor desde então, contando atualmente com 14 construções, entre hotéis e resorts. Além disso, seus planos futuros buscam expandir a rede, levando-a aos principais pontos turísticos do país.

A segunda é a GJP Construtora e Incorporadora, empresa da indústria de construção civil e especializada na construção de condóminos de alto padrão em locais de grande movimentação turística no Brasil.

Guilherme Paulus também foi o fundador da CVC, no ano de 1972. Durante esse período, Paulus construiu e amadureceu a companhia, ofercendo produtos e serviços que iam além do pacote de viagens. Assim, a CVC deixou de ser uma pequena agência de turismo em Santo André para se tornar a companhia com mais operações de viagens em toda a América Latina, além de ser a rede de varejo de turismo com maior presença no Brasil.

Em 2009, Paulus vendeu o controle da empresa para o fundo de investimentos internacional Carlyle Group, por enxergar que assim a companhia teria condições de alcançar patamares ainda mais elevados. Desde então, o executivo ocupa o posto de Presidente no Conselho Administrativo da CVC Corp, que abriu capital na Bolsa de Valores em 2013.

Dessa forma, a CVC Corp possui atualmente unidades em mais de 540 locais, entre shoppings e hipermercados, além de planejar abrir 100 novas lojas todos os anos. Assim, a companhia obtém crescimento e resultados expressivos constantemente, com um faturamento médio anual de mais de cinco bilhões de reais.

O Reconhecimento Internacional de Guilherme Paulus

Os esforços de Guilherme Paulus para o desenvolvimento da indústria do turismo e hotelaria já foram reconhecidos por diversas instituições e governos, dentro e fora do Brasil.

Nacionalmente, o empresário já foi reconhecido com o título “Executivo de Valor” pela conceituada publicação Valor Econômico. Além disso, também foi escolhido como a Personalidade do Ano pela revista Viagem e Turismo, da editora Abril.

Em outros países, Paulus já foi homenageado por governos de Buenos Aires e Bariloche, na Argentina, Cancún, no México, Miami, nos Estados Unidos, e Isla Margarita, na Venezuela. O executivo também recebeu, em 2012, homenagem do governo francês pelo seu trabalho constante no incentivo e promoção do turismo para o país europeu.