Conheça a startup brasileira que possui clientes em 150 países

Após ter vendido uma startup que atuava como uma espécie de mercado que disponibilizava serviços, o empresário Alessio Alionço ficou pensando sobre o que faria dali em diante. A ideia que lhe veio à cabeça foi a criação de um software voltado à gestão de diversos tipos de negócios, tarefa que deveria, segundo ele, ocorrer de maneira intuitiva. Houve também a preocupação por parte do empreendedor em produzir algo que pudesse ser adquirido por baixo custo.

Os planos de Alionço deram certo. Ele inaugurou a Pipefy, uma startup elaborada com o intuito de permitir com que todas as pessoas pudessem exercer controle sobre processos de natureza tecnológica. Assim sendo, cada gestor poderá criar suas próprias maneiras de organizar o fluxo de trabalho, uma vez que a navegação pelo programa não exige conhecimentos aprofundados sobre o assunto.

O empresário decidiu investir um montante de R$ 200 para a criação da empresa. A startup também contou com o auxílio em investimentos de um já conhecido grupo, o 500Startups, tratando-se de uma espécie de aceleradora, que atua promovendo a abertura de outras empresas em todo o mundo.

Conforme informações publicadas pelo site Pequenas Empresas & Grandes Negócios, existem rumores de que 17 empresas teriam adquirido o produto antes que ele fosse finalizado. Desse modo, a carteira de clientes teria atingido 20 mil organizações, número bastante acima dos verificados quando da abertura da startup. A clientela da Pipefy é composta por diversas nacionalidades, de forma que 150 países já fecharam negócios com a organização.

Dentre os nomes mais expressivos que compõem a lista de clientes da empresa, estão a Visa, IBM e Accenture. Somente no último mês de março após a abertura, a companhia conseguiu realizar a captação de US$ 16 milhões, que foram obtidos através da atuação das empresas OpenViewPartners e Trinity Ventures.

A startup de Alionço tem sua sede na capital paranaense, contando com um quadro de 114 colaboradores. Há ainda ainda uma filial na cidade norte-americana de São Francisco. Embora todos os sócios tenham chegado a um consenso sobre a não revelação do faturamento obtido, o fundador declara que possui a intenção de expandir o número de postos de trabalho na companhia.

Saiba mais:

https://revistapegn.globo.com/Startups/noticia/2018/11/startup-brasileira-cria-software-de-gestao-de-equipes-e-conquista-clientes-em-150-paises.html

Satélites detectam bases de mísseis secretas na Coreia do Norte

O relatório divulgado dia 12 de novembro referente ao levantamento realizado pelo Centro para Estudos Estratégicos e Internacionais – CSIS, através do programa Beyond Parallel coordenado por Victor Cha, apontou a existência de bases secretas na Coreia do Norte para o desenvolvimento de misseis balísticos.

Segundo as notícias sobre o estudo, foram detectados por meio de imagens de satélites o funcionamento de várias bases ocultas, cujas localizações, apesar de conhecidas pelo governo dos EUA, perderam a relevância no acompanhamento devido a justificativa de neutralização de risco nuclear em Pyongyang, diante da alegação de Donald Trump em relação ao pacto de descnuclearização com a Coreia do Norte.

Entretanto, de acordo com as notícias referentes às imagens alcançadas pelo satélite, Pyongyang aparentemente vem burlando o combinado de eliminar um local de lançamento de mísseis. Enquanto se dizia cumprir o trato continuou a produzir materiais nucleares e a otimizar a infraestrutura de suas instalações para maior capacidade de lançamentos de ogivas, ainda que Pyongyang nunca tenha admitido a presença de bases de mísseis.

Joseph Bermudez Jr., coautor do levantamento, diz que realmente as imagens dão a entender que pretendem aumentar sua capacidade. O especialista em imagens de satélite sobre a Coreia do Norte comentou que “qualquer míssil nessas bases poderia receber uma ogiva nuclear”.

Através desta investigação foi reconhecida uma nova base. A Sakkanmol, como é conhecida, fica situada a alguns quilômetros da Zona Desmilitarizada. Notícias do relatório revelam que com as várias imagens desta base foi possível adquirir importantes informações sobre a identificação da infraestrutura do local, como entradas para túneis subterrâneos e pontos de controle.

Bermudez Jr. revelou que, diferente de países como Rússia, Chia e Estados Unidos, as bases norte-coreanas são estabelecidas em terrenos montanhosos, sendo instaladas, em muitos casos, em pequenos vales sem saída.

Para finalizar, Victor Cha, também especialista em Coreia do Norte, afirma que conforme as análises da inteligência americana, “as bases nunca deixaram de operar”, estando nitidamente ativas. “Nenhuma delas foi desativada ou está deteriorando”.

Maneiras de ganhar dinheiro online no seu tempo livre

Embora bilhões de dólares sejam gerados on-line diariamente, o engraçado é que o usuário da Internet “comum” realmente não tem ideia de por que ou como isso está acontecendo, ou de que eles poderiam estar ganhando dinheiro on-line também.

Neste artigo, forneceremos maneiras de começar a ganhar dinheiro on-line hoje!

Uma das maneiras mais fáceis e rápidas para começar a ganhar dinheiro online é escrevendo artigos através de sites de escrita freelance. O conceito é simples: sites e marcas precisam de conteúdo novo o tempo todo e estão dispostos a pagar escritores externos para realizar o trabalho. Para tornar esse processo mais fácil, VÁRIOS sites permitem que qualquer pessoa entre em seu site e se inscreva como escritor ou cliente. Os escritores podem fazer login, escrever artigos e serem pagos pelo tempo, enquanto os clientes podem adicionar novos projetos continuamente. Centenas de dólares são ganhos diariamente dos escritores!

Site de micro-empregos O Fiverr é um mercado para qualquer pessoa criar trabalhos únicos, divertidos e úteis que podem ser concluídos por US $ 5 ou mais. Você realmente precisa verificar o site para ver como ele funciona e os diferentes serviços oferecidos. Você pode encontrar de tudo, desde escrever, projetar, serviços web e até mesmo pessoas que se vestem com figurinos e se registram cantando parabéns a amigos e familiares.

Você sempre ouviu notícias de pessoas se enriquecendo vendendo itens no eBay e na Amazon, mas você não precisa ter um diploma de negócios para descobrir. Qualquer um pode começar a vender itens que não estão mais usando no eBay em questão de minutos. Depois de vender seu primeiro item, você pode rapidamente se encontrar viciado e começar a fazer algumas centenas de dólares por mês vendendo seus itens antigos e indesejados.

Existem mais de 300 milhões de blogs na internet hoje em dia, e embora a maioria deles seja apenas para diversão ou morra ao longo do tempo, alguns deles realmente ganham dinheiro. Através do uso de programas como o Google AdSense e marketing afiliado, os proprietários de sites e blogs podem ganhar dinheiro com os visitantes de seus sites através de publicidade no site e recomendando produtos.

Investidores em geral estão começando a se preocupar com a economia global

Wall Street não parece se importar com a guerra comercial entre os norte-americanos e chineses. O índice Dow Jones saltou 175 pontos em setembro de 2018, 287,16 pontos em outubro deste ano e segue acompanhado de alta pelo índice Nasdaq, que subiu 1% no final do mês de setembro de 2018, momento em que a disputa comercial entre os dois países estava mais forte. Apesar de Washington e Pequim lançarem mais uma rodada de tarifas punitivas que aumenta ainda mais esta disputa comercial, muitos investidores em todo o mundo, inclusive no Brasil, estão apostando que a economia dos EUA continuará a se manter à frente do resto do mundo. No entanto, alguns investidores estão ficando preocupados com a capacidade econômica global de suportar essa disputa comercial até o final de 2018, que pode criar tempestades em mercados emergentes.

Um em cada quatro investidores profissionais está se preparando para um abrandamento do crescimento global ao longo do próximo ano, de acordo com notícias divulgadas após uma pesquisa do “Bank of America Merrill Lynch”, publicada no segundo semestre deste ano. Essa é a pior perspectiva nesta pesquisa mensal desde dezembro de 2011 até o encerramento do mês de agosto deste ano, quando apenas 7% dos investidores eram pessimistas sobre a economia mundial.

Quase metade dos investidores pesquisados pelo Bank of America acredita que a economia dos EUA vai desacelerar e isso irá se voltar contra o resto do mundo. “Os investidores estão fazendo mais reservas de dinheiro, acreditando que esse crescimento econômico dos Estados Unidos vai desacelerar”, disse Michael Hartnett, estrategista-chefe de investimentos do “Bank of America Merrill Lynch”.

Como já vinha acontecendo, a guerra comercial entre as duas potências mundiais esteve a frente na lista de preocupações no segundo semestre deste ano. O segundo maior “risco de cauda” está relacionado a um recuo econômico da China.

A pesquisa foi realizada e entregue em meio a decisão dos Estados Unidos de impor uma tarifa de 10% sobre importações de US$ 200 bilhões em produtos vindos da China. Pequim retaliou a decisão norte-americana colocando tarifas de 10% em volumes de produtos de até US$ 60 bilhões que chegam dos EUA.

“Certamente parece que estamos nos aproximando de um estágio espiral no que diz respeito a economia global. As duas maiores potências comercial do mundo preocupam investidores e isso gera um cenário de desconfiança cada vez maior”, disse Peter Boockvar, diretor de investimentos do Bleakley Advisory Group.

Guilherme Paulus homenageia aniversário do Visite São Paulo com carta aberta

A celebração de 35 anos de existência da Fundação 25 de Janeiro motivou com que Guilherme Paulus escrevesse uma carta aberta acerca da organização. Segundo ele, o aniversário representa uma espécie de marco para a companhia, que possui os poderes de administração sobre as marcas São Paulo Convention & Visitor Bureau e Visite São Paulo.

Guilherme Paulus fez questão de salientar a importância que os associados exercem sobre o sucesso das ações de turismo que são desenvolvidas em São Paulo. Assim sendo, mencionou que um total de 40 segmentos é contemplado com a atração de novos visitantes.

Além disso, o empresário salientou que os associados são responsáveis pela geração de negócios, expansão da economia e levantamento de recursos que são empregados na organização de diversos tipos de eventos do segmento turístico, tanto de âmbito nacional quanto internacional. Dentre as atividades que movimentam o turismo na cidade de São Paulo, Guilherme Paulus citou as feiras e ações próprias de marketing de conteúdo.

A formação de uma rede de relacionamentos voltada para o aprimoramento do turismo local foi elencada pelo empresário quando da redação de sua carta. Isso, conforme destacou o empreendedor, tem contribuído para que tendências sejam antecipadas para o segmento. O uso da tecnologia, assim como a elaboração de calendários de eventos foram outros pontos salientados por ele.

A Fundação 25 de janeiro, de acordo com o conteúdo da publicação, foi parabenizada por Guilherme Paulus em razão de fomentar o turismo. O empresário enfatizou que a organização atuou em prol do segmento turístico de maneira ampla. Com isso, ele apontou que o setor teve mais valor agregado às suas ações, sobretudo nas áreas relacionadas à gastronomia, hospedagem, etc.

Quando completou 3 décadas em operação, um livro contando a trajetória da fundação foi lançado como forma de se comemorar a ocasião. Guilherme Paulus, por sua vez, fez menção a alguns trechos contidos na publicação da empresa.

Ele também sinalizou otimismo em relação ao andamento do país e do setor turístico de uma maneira geral, de forma que deixou isso claro ao finalizar a carta que publicou. O empreendedor concluiu desejando que outros 35 anos venham pela frente.

Atuando no meio turístico desde meados da década de 1970, o empresário que já foi proprietário da CVC Turismo começou a trabalhar no segmento de modo discreto. Anos depois, contudo, os negócios começaram a gerar alta rentabilidade e foram quase totalmente adquiridos por uma companhia estrangeira. A atuação do empreendedor na organização, entretanto, não parou por aí.

Ele ainda é um dos membros do Conselho de Administração existente na CVC. Outros segmentos também compõem o currículo do empresário. No setor aéreo, por exemplo, ele atuou ao adquirir uma pequena companhia aérea, que depois de alguns anos foi arrematada pela Gol.

Nos dias atuais o empreendedor emprega grande parte de suas atenções em sua rede de hotéis espalhados pelo país e em sua construtora, que também opera como incorporadora. Dessa maneira, procura relacionar seus negócios, já que a empresa de construção tem atuado em seus últimos empreendimentos.

Dentre as cidades contempladas com os hotéis do grupo GJP, que levam as iniciais do seu nome, São Paulo foi uma das últimas a receber uma de suas unidades. Na capital paulista, contudo, o empreendimento erguido é considerado de luxo, assim como alguns outros que o empresário já idealizou pelo Brasil.

Jornada de Sucesso da JHSF como Sociedade Gestora

A JHSF foi fundada em 1972 e o principal dever da empresa é identificar as novas oportunidades do mercado atual. A característica definidora que está empurrando o movimento para a empresa a capacidade de fornecer serviços de qualidade que sejam adequados aos padrões exigidos pelos seus clientes. Essa etapa ajudou a empresa a manter seus clientes e apresentar a solução adequada que mostra as características dos projetos que estão sendo executados.

A JHSF posicionou-se como a empresa brasileira líder no setor do mercado imobiliário, com participação significativa na incorporação comercial e residencial. Além disso, a empresa lida também com a administração dos shopping centers, hotéis e restaurantes e negócios aeroportuários. A empresa consolidou sua principal função nas principais cidades do Brasil para facilitar a administração de suas atividades. As principais cidades que o anexaram são São Paulo, Salvador e Manaus.

A JHSF como uma empresa dividiu suas atividades operacionais em quatro unidades principais: Fasano Hotel e restaurantes, Aeroporto, Shopping Center e Incorporação. Esses segmentos ajudam a empresa a monitorar as tendências que uma nova no mercado e a encontrar a solução em áreas que precisam ser corrigidas. A excelente força de trabalho da JHSF permitiu à empresa a execução bem-sucedida dos projetos de negócios. Além disso, a empresa empregou diferentes estratégias no mercado com o objetivo de conquistar a confiança de seus clientes. A competente equipe de funcionários é a principal durante a força que faz a imagem da empresa durar e valorizar pela qualidade de seus serviços. O rendimento gerado pela JHSF é integrado ao negócio com o objetivo de criar diversidade na prestação de serviços.

Jose Neto é um dos especialistas qualificados no campo dos negócios e está no cargo de diretor executivo da JHSF desde 2003. Sua contribuição para a empresa é bastante substancial e inclui a introdução do departamento de serviços dentro da empresa. Além disso, ele surgiu com uma idéia de empresa de gerenciamento de estacionamento em 1997. Seu compromisso com a transformação fez com que ele consentisse em estabelecer o Santa Cruz Shopping.

O bom histórico da gestão da JHSF está ligado à liderança real e à força de trabalho competente.

Guilherme Paulus planeja construir novo hotel de luxo em São Paulo

Guilherme Paulus, empresário do setor hoteleiro brasileiro, planeja construir um novo hotel de alto padrão na capital de São Paulo. O objetivo do chairman da GJP Participações, grupo que reúne suas outras empresas do setor – a GJP Hotels & Resorts e a GJP Construtora e Incorporadora -, é construir o hotel de luxo na avenida Cidade Jardins, no bairro de Pinheiros, antigo endereço da agência de publicidade DPZ.

O imóvel contará com 65 apartamentos, além de um rooftop e um espaço para eventos corporativos, além de restaurantes. A ideia do investidor, embora não definitiva, é criar uma nova bandeira para o empreendimento, que seria aplicada também a hotéis construídos no Rio de Janeiro.

As empresas de Guilherme Paulus

Guilherme Jesus Paulus é o chairman da GJP Participações, companhia controladora de duas outras empresas do setor de hotelaria de turismo de alto padrão do Brasil, que levam as iniciais de seu criador nos nomes.

A primeira delas é a GJP Hotels & Resorts, que é responsável pela administração dos empreendimentos do grupo em todo o Brasil. Quando foi fundada por Paulus, em 2005, contava com apenas uma unidade, aumentando expressivamente sua participação no setor desde então, contando atualmente com 14 construções, entre hotéis e resorts. Além disso, seus planos futuros buscam expandir a rede, levando-a aos principais pontos turísticos do país.

A segunda é a GJP Construtora e Incorporadora, empresa da indústria de construção civil e especializada na construção de condóminos de alto padrão em locais de grande movimentação turística no Brasil.

Guilherme Paulus também foi o fundador da CVC, no ano de 1972. Durante esse período, Paulus construiu e amadureceu a companhia, ofercendo produtos e serviços que iam além do pacote de viagens. Assim, a CVC deixou de ser uma pequena agência de turismo em Santo André para se tornar a companhia com mais operações de viagens em toda a América Latina, além de ser a rede de varejo de turismo com maior presença no Brasil.

Em 2009, Paulus vendeu o controle da empresa para o fundo de investimentos internacional Carlyle Group, por enxergar que assim a companhia teria condições de alcançar patamares ainda mais elevados. Desde então, o executivo ocupa o posto de Presidente no Conselho Administrativo da CVC Corp, que abriu capital na Bolsa de Valores em 2013.

Dessa forma, a CVC Corp possui atualmente unidades em mais de 540 locais, entre shoppings e hipermercados, além de planejar abrir 100 novas lojas todos os anos. Assim, a companhia obtém crescimento e resultados expressivos constantemente, com um faturamento médio anual de mais de cinco bilhões de reais.

O Reconhecimento Internacional de Guilherme Paulus

Os esforços de Guilherme Paulus para o desenvolvimento da indústria do turismo e hotelaria já foram reconhecidos por diversas instituições e governos, dentro e fora do Brasil.

Nacionalmente, o empresário já foi reconhecido com o título “Executivo de Valor” pela conceituada publicação Valor Econômico. Além disso, também foi escolhido como a Personalidade do Ano pela revista Viagem e Turismo, da editora Abril.

Em outros países, Paulus já foi homenageado por governos de Buenos Aires e Bariloche, na Argentina, Cancún, no México, Miami, nos Estados Unidos, e Isla Margarita, na Venezuela. O executivo também recebeu, em 2012, homenagem do governo francês pelo seu trabalho constante no incentivo e promoção do turismo para o país europeu.

Flavio Maluf reporta de que modo os drones têm revolucionado o agronegócio

 

Legalmente autorizado pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) desde 2017, o emprego de drones já é realidade em diversos segmentos. O agronegócio, por sua vez, é um dos setores que tem se valido da tecnologia. Por agregar diversas funções, este tipo de equipamento permite monitoramento de áreas, além de outras utilidades que são aproveitadas por organizações de naturezas variadas, informa Flavio Maluf.

Um dos tipos de drone mais conhecidos, os chamados VANTS (Veículos Aéreos Não Tripulados) são largamente utilizados por empresas do ramo agrícola. Conforme reporta o empresário Flavio Maluf, um total de 25% do faturamento mundial dos fornecedores dos equipamentos tem sua origem nesse segmento.

Uma das empresas nacionais que mais se destacam na venda desses veículos é a Hórus, cuja sede se encontra no estado de Santa Catarina. A companhia em questão foi inaugurada em 2014 e desde então já dispôs no mercado 3 tipos diferentes de drones, salienta Flavio Maluf com base em uma reportagem do site da revista Exame.

Com base nas perspectivas positivas relacionadas ao agronegócio, a empresa decidiu diversificar sua gama de serviços. Desse modo, além da venda de drones, a companhia também possui um serviço voltado ao monitoramento e posterior análise das informações levantadas. Segundo Fabricio Hertz, é possível até mesmo que análises nutricionais do solo sejam realizadas com o uso desse tipo de aeronave.

Mais do que agilizar a produção, tecnologias dessa natureza têm sido vistas como um meio de se cortar gastos em diversos aspectos. De acordo com Hertz, as lavouras são favorecidas, sobretudo no que se refere ao uso mais eficaz de defensivos agrícolas. Ele explica que em tempos passados era preciso realizar a aplicação desses produtos em toda a plantação. Hoje, entretanto, é possível saber exatamente quais pontos necessitam de fato desse tipo de cuidado, reproduz Flavio Maluf.

 

Para mais informações sobre Flavio Maluf, visite seu site official: https://flaviomalufoficial.com/

Conheça o médico e empreendedor Carlos Alberto de Oliveira Andrade

Nascido em João Pessoa, a capital da Paraíba, o empreendedor Carlos Alberto de Oliveira Andrade é formado em medicina e já atuou na área, onde foi considerado um médico respeitado no Norte e Nordeste do Brasil. Porém, a sua vida profissional está ligada a uma montadora e distribuidora do setor automotivo que já tem quase 40 anos de vida, a CAOA, empresa na qual Carlos é o Presidente do Conselho de Administração.

 

Carlos foi de médico para empresário em 1979, quando ele comprou um Ford Landau em uma concessionária de Campina Grande (PB) e não recebeu o automóvel, isso porque a empresa havia falido. Sendo assim, ele foi ágil e fez uma proposta: a loja deveria ser repassada para ele, pois só assim ele seria recompensado pela compra de seu veículo que não foi entregue.

 

Acabou que deu certo, a proposta foi aceita e assim foi fundada a CAOA, que faz referência às inicias de Carlos Alberto de Oliveira Andrade. Agora empresário, ele comandou a empresa recém fundada que, em mais ou menos seis anos, acabou se tornando a maior revendedora Ford brasileira.

 

Já em 1992, o mercado brasileiro se abriu para a importação de veículos, que era proibida. Sendo assim, Carlos Alberto de Oliveira Andrade não perdeu a oportunidade de colocar seu negócio nessa área. Naquele mesmo ano, a CAOA se tornou a importadora oficial e exclusiva da Renault no Brasil. A empreitada deu tão certo, que ele conseguiu fazer a fabricante francesa ser a número um em vendas na área de importados. Porém, algum tempo depois, a própria Renault veio para nosso país e ficou com os direitos de importação.

 

Em 1998, a CAOA se tornou a importadora oficial de outra marca: a japonesa Subaru. Assumindo a representação da fabricante no país, a CAOA conseguiu triplicar em menos de um ano as vendas da fabricante japonesa.

 

Carlos Alberto de Oliveira Andrade também conseguiu fazer sucesso com outra marca asiática, dessa fez a sul-coreana Hyundai. A fabricante já havia sido representada no Brasil, mas só conseguiu emplacar após passar pelas mãos do empresário. Em 1999, a CAOA passou a ser a importadora oficial da marca e veio a se tornar a líder de mercado no setor de importados com a HyundaiTucson.

 

A parceria entre a CAOA e a Hyundai foi tão próspera e duradoura, que Carlos Alberto de Oliveira Andrade conseguiu realizar o seu sonho de abrir a sua própria fabricante de veículos. Em 2007, o empresário inaugurou a CAOA Montadora de Veículos S/A em Goiás.

 

Ainda em 2007, a nova empreitada do empresário o ajudou a ganhar o prêmio de “Empreendedor do Ano na Indústria”.

 

Carlos Alberto de Oliveira Andrade prezava pela preservação do meio ambiente em seus negócios, tendo até mesmo um programa para reaproveitar resíduos da produção de seus veículos. Além disso, ainda participou do reflorestamento da região Centro-Oeste. Em 2010, a empresa foi reconhecida pelos seus esforços e ganhou o selo de “Empresa do Bem”.

 

Atualmente, a empresa está espalhada em todas as regiões brasileiras e tem concessionárias da Ford, Hyundai e Subaru.

 

Em seus quase 40 anos de vida, a CAOA já passou da marca de um milhão de veículos comercializados em terras brasileiras.